Skip to content

Geocronologia - Confirmando a existência de um antigo “continente perdido” (LG-SIMS)

SIMS U-Th-Pb dating of zircon grains from lost continent
As Ilhas Maurício são de origem vulcânica jovem, tendo as rochas mais antigas provavelmente cerca de 9 milhões de anos. A determinação da idade dos grãos de zircão extraídos de uma rocha vulcânica nas Ilhas Maurício revelou que esses zircões têm cerca de 3 Ga, muito antigos para pertencer às Ilhas Maurício. Os cientistas confirmaram a existência de um "continente perdido", sob as atuais Ilhas Maurício, deixado de lado pelo desmembramento do supercontinente Gondwana, que começou há cerca de 200 milhões de anos.

Os minerais de zircão contêm um rico registro de processos geológicos e são um dos geocronômetros mais úteis. O zircão pode ser datado com extrema precisão e em escala local usando o SIMS de sensibilidade ultra-alta. Neste estudo, o processo de desmembramento dos continentes pôde ser estudado usando o SIMS para melhor entender a história geológica de nosso planeta.

A microssonda de íons de geometria grande IMS 1300-HR3 fornece sensibilidade de referência para análise isotópica in loco em alta resolução espacial. A microssonda abrange uma ampla gama de aplicações geocronológicas, desde a determinação precisa da idade do zircão até a datação de outros minerais ricos em U. Também oferece alta flexibilidade analítica, permitindo o desenvolvimento de protocolos analíticos inovadores para datação mineral (imagens iônicas, perfilamento de profundidade, …).

Dados coletados com o IMS 1280-HR em GFZ Potsdam (Germany).
Fonte: L. D. Ashwal, M. Wiedenbeck & T. H. Torsvik, NATURE Communications 8:14086 (2017).