Skip to content

Análises de elementos de terras raras (SIMS)

Rare earth element analyses with IMS 7f-GEO
Ao analisar elementos de terras raras em amostras de minerais, é preciso lidar com várias interferências moleculares de massas extremamente próximas, que não podem ser separadas usando condições típicas de alta resolução de massa.

Para resolver esses problemas de interferência de massa, a filtragem de energia dos íons secundários com uma largura de banda de energia bem controlada é obrigatória. A técnica de filtragem de energia baseia-se no fato de que a distribuição de energia é mais limitada para espécies poliatômicas em comparação com espécies monoatômicas. Ao mover a fenda de energia para fora do eixo ou aplicando um deslocamento à tensão da amostra, é possível separar os íons monoatômicos dos de aglomerados isobáricos.

Para medir o conteúdo de elementos-traço, uma fonte de oxigênio de alto brilho é igualmente essencial para obter informação elementar em escala micrométrica com alta sensibilidade.

A IMS 7f-GEO foi projetada para atender a todos esses requisitos, como mostrado no exemplo acima.

Análise de elementos de terras raras no meteorito Allende e antigorita terrestre são medidos em nível de concentração de ppm.